Filtrar por Tamanho

COM SAGRADA

transpõe seu novo momento em uma coleção experimental com treze peças de roupas com modelagens exclusivas e tecidos com base natural. O desenho pintado a mão, usando a técnica de aquarela, estampa peças na organza de seda pura de origem brasileira. Além das peças de roupa, Ana Beatriz desenvolveu, junto a mulheres do Vale do Jequitinhonha, duas esculturas modulares de barro do rio da região de Buriti, nome que traduz a origem da coleção. As esculturas de barro foram criadas por meio de um processo desenvolvido através de técnicas ancestrais, passadas de geração para geração pelas famílias das artesãs, como um ritual extraordinário.

COM SAGRADA

Sobre a loja

A Ana Duque + foi criada pensando em uma moda mais responsável e sustentável. Aqui, priorizamos o slow fashion, nossos processos de produção são manuais e naturais.Optamos pelo tingimento natural das peças, bordado manual , tecidos reciclados respeitando o tempo e as cores de modo responsável. Buscamos inpiração ao redor do mundo e desenvolvemos coleções atemporais, seguindo a tendência do conforto e bem-estar. Acreditamos que é possível uma moda global e criativa e ao mesmo tempo responsável.

Social
Pague com
  • Pagar.me V2
Selos
  • Site Seguro

ANA BEATRIZ FERNANDES DUQUE EIRELI - CNPJ: 35.099.824/0001-45 © Todos os direitos reservados. 2022


Para continuar, informe seu e-mail

A nossa coleção de estreia, intitulada Zazil - que em maia significa “transparência de espírito, luz e claridade”, faz uma homenagem aos antigos povos maias e à região de Tulum, no México. Reverenciamos aqui sua cultura, seus costumes e seus avanços.

As cores do calendário maia serviram como ponto de partida para a criação das peças e, em especial, para as padronagens que foram bordadas nas jaquetas jeans. Além das jaquetas, a coleção conta com peças fluídas, leves, perfeitas para quem gosta de conforto, mas preza por design.

As roupas foram desenvolvidas a partir de trabalho manual e artesanal, por isso possuem tiragem limitada. O grupo de tecelãs Mulheres do Jequitinhonha (@mulheresdojequitinhonha) tingiu de forma natural as peças, utilizando sementes e cascas de árvores típicas da região de Minas Gerais. Os bordados das jaquetas, feitos à mão, são trabalho de Guilherme e Urbano, artistas artesãos também mineiros.